Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Será que devo apagar este blog?

por Cláudia Matos Silva, em 08.06.19

 

Quando comecei este blog o melhor e o pior estariam para acontecer.

 

Encontraria o amor da minha vida e perderia o emprego da minha vida. Como se os dois não pudessem coexistir, como se tivesse de escolher apenas um, amor ou profissão. Escolheria sempre o amor, mas hoje sinto um vazio enorme porque também a minha profissão era um grande amor.

 

Por isso lembro-me de ter começado a escrever neste espaço, a que chamei de 'tão pouco' por achar a minha vida 'pocaxinha' e por não me estar a sentir bem, nomeadamente, a nível profissional. Na altura nem me apercebi mas houve traições, quebras de confiança, desilusões e um bullying bastante dissimulado. Eu fui mesmo a última a saber do que se andava a passar à minha volta. Por ingenuidade mas também por estar demasiado focada em manter-me forte e aguentar. Quando as coisas não corriam de feição, pensei falhar redondamente, o que nunca me ocorreu é que houve quem me estivesse a tirar o tapete debaixo dos pés para eu me esbardalhar. No fim ainda lhes dava boleia no meio carro, pagava-lhes cafés e desabafava parte do meu descontentamento com o rumo da minha vida.

 

É verdade que andava alienada, mesmo assim senti que a tempestade estava para chegar. Não sabia se forte ou moderada, se faria muitos estragos ou se apenas uns abanões. Ainda hoje passados quase 4 anos estou a tentar avaliar os danos da tempestade mas posso garantir que levou a uma mudança radical na minha forma de estar na vida, na minha personalidade, na maneira como lido com os outros e como vejo a própria vida ,e apesar de me custar muito assumir, antes ter a meu lado um grande amor do que um grande emprego. 

 

Entretanto nestes últimos anos estive a fazer várias coisas, pequenos projectos, outros apenas ideias soltas, enfim, tenho uma mente inquieta que não consegue estar sossegada. Deixei de andar pelos blogs, perdi o hábito e no meu entender a habilidade para escrever. Mas como diz o adágio popular, quem tece nunca esquece, e foi só querer e as ideias voltaram a florescer e as palavras sucedem-se numa harmonia tal que antes de dar por isso já formei uma frase, e depois duas e três...uau, já tenho um post inteiro:)

 

Porque virei a minha criatividade para o youtube, uma plataforma em muito por explorar em Portugal pelos portugueses, fui deixando os blogs definhar mas resolvi reforçar a minha actividade no youtube com um blog e para me organizar decidi apagar tudo o que era passado, só que não consigo. Vim espreitar este cantinho e está tão amoroso, até mesmo a imagem de cabeçalho é uma doçura. Não é prático alimentar dois blogs, quando às vezes até a manutenção de um é problemática, mas não sei, não consigo acabar com este.

 

Não sei se o continuarei a alimentar ou se o deixe ficar tal e qual, como uma casa abandonada mas com todos os objectos intocados. É um espaço de que muito me orgulho, que fez parte de mim num período de tempestade e que reconheço como eu, mesmo que um eu diferente. E se tantas vezes em conversas critico quem apaga blogs antigos, porque não devemos negar quem fomos, nem por onde passamos, porque hei-de cair no mesmo erro?

 

Não, não vou apagar. Talvez venha de visita de quando em vez mas a minha morada certa é aqui e aqui. E sejam bem vindos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:22



Sem Título22.png

 




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




page visitor counter