Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O facto de ter um gorila de mascarilha 'bling bling' no cabeçalho não quer dizer que às vezes não se fale a sério. Há um livro para oferecer 'A arte de dormir sozinha' de Sophie Fontanel, mas não vou propor qualquer desafio. Apenas gostava que o ganhassem alguém com muita vontade de conhecer o testemunho desta mulher que durante 12 anos abdicou de uma vida sexual normal para definir os seus próprios limites. Por ser um assunto sensível peço apenas que me contactem argumentando porque gostavam de ganhar o livro. Às vezes uma palavra basta, não há regras, apenas vontade. Enviem um e-mail para claudiamatossilva@gmail.com - Em breve anuncio o vencedor. O passatempo está disponível a participantes de todo o país.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:42

Precisamos tanto de avós

por Cláudia Matos Silva, em 31.03.14

 

Só faz falta quem está diz o povo sábio, os meus avós poucas ou raras vezes estiveram e mesmo assim sinto-lhes a falta. Caminhava por entre uma chuva violentíssima no centro de Almada, olhos colados ao chão seguindo cada pintinha das minhas galochas compradas na loja do chinês, para sair do meu próprio umbigo, olhando a cidade cheia de carros, a velocidade moderada que deixavam passar os transeuntes na passadeira. Uma senhora de idade avançada cruza-se comigo já na calçada e com a mão sapudinha agarrava o cabo do chapéu e com a mão que estava livre acolheu um jovem desconhecido à chuva munido apenas com um casaco impermeável. A pele dos velhos é macia e embora as palavras dela não fossem para mim, quase as senti acariciar-me a face "então filho, não trouxeste chapéu? - anda aqui para baixo" e deu-lhe boleia durante alguns metros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30

O 'tique taque' interior

por Cláudia Matos Silva, em 31.03.14


A nova paixão de todos nós, estudos recentes, os óbvios também. Um dos últimos diz que acordar com despertador não é bom para os nervos, esta parte dos nervos já é uma tradução pessoal, os senhores estudiosos explicam academicamente os efeitos negativos da interrupção agressiva do sono. É por isso que acordo naturalmente,  há um 'tique taque' numa qualquer reentrância do meu cérebro que até hoje se tem revelado infalível, mais do que um relógio a que pode faltar a pilha. O meu subconsciente não estaria preparado para a mudança da hora. O cérebro é inteligente e arranja maneiras miraculosas para se defender, mas desta vez até o próprio foi apanhado na curva e deixou-me embalada no sono dos justos, acordando-me à hora de sempre. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:42

Baby Pirosa

por Cláudia Matos Silva, em 30.03.14


Adoro botas, botifarras feias, boas para o biqueiro, macharronas mas com um toque 'bling bling'. Aos primeiros dias de sol e temperaturas amenas guardei as minhas Doc Martens mas com a chuva que tem feito fui novamente buscá-las, e não me chateia nada. Adoro leilões do ebay, é um vício danado e deixei-me disso, mas estas botas comprei-as por esse site, novínhas em folha e 100 lascas a voar da minha conta. Luxos a que uma pirosa às vezes se deve dar. O que as distingue das demais é a cor, uma película roxa que sobressai também pelo brilho e dessa forma ficam umas botas completamente 'girlie' para usar com calças, saias ou vestidos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:12

Anda o sol na minha janela

por Cláudia Matos Silva, em 30.03.14


E se o Benjamin se põe à janela há sol fora e dentro de casa. O brilho reflecte no espelho e capto o momento com o pior telemóvel do mundo, porque gosto da altivez com que este e qualquer felino olha para os demais. Nunca duvida da sua perfeição, do seu lugar no mundo ou apenas na minha cama. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:04

Porque o ódio tem de acabar.

por Cláudia Matos Silva, em 30.03.14


E saber perdoar pode levar o seu tempo mas com vontade creio que um dia seremos munidos dessa capacidade e deixar de ver nela, uma arte, mas uma simples função da nossa psique. Enquanto perdoar for vista com reverência, só os grandes corações se propõe a tal feito, nós comuns mortais com o coração do vulgar tamanho de um punho fechado, continuamos a delegar essa arte, a de perdoar, aos artistas. Mas alguém tem de pôr termo ao ódio e não deve ser um cientista ou pessoa acima da média, cada um de nós deve começar pela rama, pelos pequenos odiozinhos, e assim afastar alguns fantasmas que teimam boicotar a nossa vida. A primeira medida para deixar de odiar é concluir que consome-se mais quem odeia do que o odiado. Se seguirmos no trilho deste raciocínio tudo se encadeia numa lógica que não é da batata, mas é simplesmente de coerência de que a vida só faz sentido a cada obstáculo superado. E as núvens cinzentas podem andar no céu tentando ocultar o nosso sol interior, mas se abrimos um sorriso as núvens logo se acanham e os fantasmas metem o rabo entre as pernas. Maricas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:39

Já viram a melhor paródia ao 'first kiss'?

por Cláudia Matos Silva, em 29.03.14

Chama-se "First Sh*t e como pertencente à classe de "poop talkers" e afins, fiquei engasgada com as minhas próprias gargalhadas." Sim, é um facto. É uma porcaria de conversa, literalmente, mas para captar imediatamente a minha atenção o assunto tem de feder. Leram bem, feder. Embora uma paródia o vídeo "First Sh*t" não deixa de ser um retrato do mais constrangedor que há entre dois desconhecidos que no fundo querem causar boa impressão. E isso é tão verdade como a primeira vez que a aflição aperta numa saída a dois ou um gás atrevido solta-se inconveniente e sem pedir licença. Não gostamos de lembrar mas factualmente as situação são tão reais que na impossibilidade de haver um buraco para nos enfiarmos, só temos de lidar com a genuina ligeireza de quem está de bem consigo e com a natureza do seu corpo e respectivas funções. Sempre ouvi dizer que a descontração e estupidez natureal nos safam de tudo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Primark Experience

por Cláudia Matos Silva, em 29.03.14

 

Qualquer visita à Primark é angustiante. Corredores, prateleiras e montanhas de réplicas. Entre vários cotovelos espetados como ameaças, prossigo sem destino, encolhida, em busca daquela pechincha. Não pode ser uma qualquer, a t-shirt estampada e facilmente reconhecida numa esquina de rua ou o vestidinho às flores amarelas que todas irão usar neste verão. A minúcio é o segredo em todo o processo, escolher com critério e ter por amigas sempre as peças neutras. Os calores atravessamo-me a fronte, acolá alcanço o primeiro desafio, cuecas a 50 cêntimos, belo achado, mas fraquejam-me as pernas e debilitada não furo a multidão nem consigo juntar-me em redor daquela monstruosa pilha de roupa interior feminina. Ironia, o pai do Adrian Mole diria "meu filho nunca te cases com uma mulher que empilhe cuecas no chão", o que diria o mesmo digníssimo senhor inglês sobre mulheres que se desunham por cuecas empilhadas em promoção ? Possivelmente o mesmo que eu "it's a primark experience". 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:19

#Citações: Hellen Rowland

por Cláudia Matos Silva, em 28.03.14

 

"Uma mulher leva vinte anos para fazer do seu filho um homem - outra mulher, vinte minutos para fazer dele um idiota."

 

Hellen Rowland

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:57

FOLLOW FRIDAY #SALTA

por Cláudia Matos Silva, em 28.03.14


Perdoem algum umbiguismo típico de quem tem um blog, mas o meu primeiro destaque de sempre nesta iniciativa, e até fica mal dizer, é um projecto em que também estou envolvida. No entanto, a minha chamada de atenção ao #Salta não é pelo meu contributo mas pelo da Eli, uma catalã que há mais de 5 anos vive em Lisboa. #Salta é um blog que acompanha precisamente saltos, os que eu e a Eli vamos dando um pouco por todo o lado. Descontentes com o que nos circunda e não podemos controlar situações que ficam nas mãos de terceiros, desta forma combatemos alguma apatida. #Salta é a nossa forma de expressar liberdade e boa disposição. Esta semana o trabalho da Eli foi notável, andou por algumas aldeias históricas de Portugal e executou saltos que já podem ser vistos no blog. A Eli andou por Idanha-a-Velha, Linhares, Foz d'Égua e Sortelha. É favor saltar ao blog, se faz favor:)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33

Pág. 1/6



Sem Título22.png

 




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D