Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O entendimento dos amantes

por Cláudia Matos Silva, em 23.10.14

00016c42b1c914cfe54b30.jpg

- Ela está a morrer!

- Não está nada, vai tão bem.

- Então já caiu uma folha.

- Ah, estás a falar da flor. Pensei que fosse da Judite de Sousa.

- Mas a Judite já morreu, por dentro.

 

Junto à televisão tenho uma bonita orquídea oferecida pelo que se partisse com ele levaria o meu coração. Beberico chá de equinácia, dizem-me que tenho fraca imunidade, e sei que a tenho em tudo ( e tudo mesmo) e nem as mezinhas me protegem das fraquezas do corpo e do espírito. Então desenrola-se a conversa 'non sense' dos amantes, a que os outros por sistema não entendem, as meias palavras, sons, ruídos, grunhidos, gargalhadas que perfuram os tímpanos ou silêncios prolongados. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:31



Sem Título22.png

 




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D




page visitor counter