Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Não vá o diabo tecê-las

por Cláudia Matos Silva, em 13.02.15

10155216_10203793556222962_6251041923342335368_n.j

Não sou supersticiosa mas creio em boas e más energias. Podem ser criação da minha cabeça, embirrâncias, a que chamo de energias para camuflar o meu mau feitio. Aceito. Mas não sou como M., atribui todos os azares da sua vida a bruxaria. De resto, tudo o que M. não souber explicar tem origens no oculto. E se eu pisar caquinha de cão no passeio da rua, mais que uma vez, sistematicamente até, M. olha para mim com cara de caso e emite um murmúrio imperceptível. Em tudo há um certa misticismo, até na relação com as finanças, que se por sinal aperta com ela como tem vindo a apertar com todos os portugueses, são forças do oculto, assegura.

 

No outro dia M. passeava o carro novo, verde alface, viçoso que nem um malmequer, lindo exibia-o nas estradinhas de cabras da aldeia onde passa os fins de semana, e desconfio estar nesse lugarejo a raiz desta erva daninha que lhe tolda o bom senso. Trazia o carro nas palminhas como se cuida um bem precioso e mesmo assim embateu contra um muro. Mau olhado, alegou, desnorteada.

 

Para M. e todos quantos se desculpabilizam pelas voltas do destino, nesta solarenga sexta feira 13, reflitam, o mau olhado existe apenas se acreditarmos. A realidade é a percepão, uma das frases mais acertadas que tem circulado pelas redes sociais. É por isso que de acordo com a percepção de M. todos os seus males se devam a factos exteriores. Mas na minha percepção, um pouco à distância como convém, sei de M. uma condutora negligente, pouco dotada mas afoita. Também sei de M. um protótipo inacabado do 'chico esperto' que julga dar a volta ao sistema e ficar sempre por cima.

 

O diabo, a existir, somos nós. Desenhamos meticulosamente todo e cada azar que atravessa o nosso caminho, através das escolhas que fazemos. De uma vez por todas, assumamos alguma responsabilidade, sim?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:43



Sem Título22.png

 




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D




page visitor counter