Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Feira do rego

por Cláudia Matos Silva, em 09.12.14

10176027_10152315086576690_5030853732027363667_n.j

Já assumi a minha paixão por feiras urbanas, e só para variar experienciei pela primeira e possivelmente última, uma feira dos ciganos, algures para os lados do Feijó. Poderia escrever-se um livro só de pregões, e a imaginação daqueles vendedores é tão literária que deveríamos dar-lhes todos os créditos. A feira dos ciganos é mais que uma simples feira, é um espectáculo completo versão 'low cost'. Já na ladra, e mítica feira lisboeta, regalo-me não só com os artigos mas com as diferenças entre os vendedores. Desde estudantes, a doces velhinhas que se percebe, estão ali pelo convívio, até aos vendedores estilo 'aventureiro', dispensam a troxa às costas e do bolso apresentam-nos anéis de ouro, subtraídos a um incauto. Não há pregão na ladra, mas há regos, muitos, lembrando uma qualquer excêntrica exposição de Wharol, vão-nos surpreendendo, regos, tantos. É o rego da menina e do menino, boxer lasso ou asa delta, dispondo os artigos no chão, os vendedores entregam-se como numa missão e não pensam duas vezes na hora de, enfim, dar o rego ao manifesto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:15



Sem Título22.png

 




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D




page visitor counter