Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Este Natal não ofereçam animais

por Cláudia Matos Silva, em 01.12.14

collage_20141130215238953_20141130220152507.jpg

 

Qualquer altura do ano é ideal para receber em casa um novo elemento na família, desde que as pessoas estejam devidamente conscientes da importância desse passo, e com total disponibilidade para abraçar o tremendo desafio. Um bicho não inclui vale de troca, nem é suposto pedir o dinheiro de volta porque o 'produto' não corresponde à expectativa. Precisamos amar os nossos animais tal e qual são, como deveríamos amar-nos uns aos outros de forma igualmente incondicional. O cão ladra, o gato mia, e essa é apenas uma pequena demonstração de que não falam mas passam a mensagem de mil e uma maneiras. E às vezes, porque assassinam os cortinados ou o estimado sofá de pele, julgamo-nos no direito de os aprisionar e devotar ao silêncio puro e absoluto. Os animais têm personalidade, cáracter, e se gostarem mais da mobília do que de um possível felpudo, por favor, não ofereçam bichos neste natal, ou em qualquer altura da vossa vida. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:46



Sem Título22.png

 




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D




page visitor counter